Texto teatral par 24-3 - A Parábola da Figueira



A PARÁBOLA DA FIGUEIRA
3o Domingo da Quaresma
Lucas 13, 1-9
de Emílio Carlos

(Cenário – uma figueira seca)

NARRADOR – Era uma vez um homem que plantou uma figueira. Um dia ele ficou com vontade de comer figos. E então veio até a figueira.

(O homem entra e examina os ramos da figueira)

NARRADOR – Porém o homem não encontrou nenhum figo. E então chamou o jardineiro:

HOMEM – Jardineiro! Jardineiro!

(O jardineiro entra apressado).

JARDINEIRO – Pois não, senhor.

HOMEM – Há três anos venho procurando figos nessa figueira. E nunca encontro nada.

JARDINEIRO – É verdade, senhor.

NARRADOR – O homem estava muito bravo com a figueira. Se ela não dava frutos então não servia para nada – pensou ele. E disse ao jardineiro:

HOMEM – Jardineiro: corte esta figueira! Ela não serve para nada! Não dá frutos e ainda fica ocupando o terreno!

NARRADOR – O jardineiro teve dó da figueira. E então disse ao homem:

JARDINEIRO – Senhor: dê uma chance para a figueira. Eu cavarei em volta dela e colocarei adubo. Se até o ano que vem ela não der frutos então o senhor pode cortá-la.

NARRADOR – O homem concordou:

HOMEM – Está bem! Mais um ano para a figueira.

(O homem sai e o jardineiro se abaixa para cuidar da figueira).

NARRADOR – E então o jardineiro começou a cuidar da figueira com muita paciência e dedicação, dando mais uma chance de vida para a árvore.
Deus sempre nos dá chance para que andemos no caminho do bem, para darmos frutos como a figueira. Deus tem paciência para esperar a nossa conversão, e fica sempre ao nosso lado.
Deus cuida de nós, como o jardineiro faz com a figueira. Precisamos deixar a Palavra de Deus florescer nos nossos corações e dar frutos. É isso que Deus espera de todos nós: que possamos dar frutos e espalhar sua Palavra.
Quem vai andar no caminho de Deus levante a mão! Levante a mão bem alto!
Muito bem! Tchau pra vocês! Tchau!

FIM


www.lojinhacriancacatolica.com.br




Comentários