Texto teatral para 3-3-19 - O CEGO QUE GUIAVA OUTRO CEGO

Esse texto teatral foi filmado e está na TV Criança Católica:


Clique no vídeo acima para assistir


O CEGO QUE GUIAVA OUTRO CEGO
VIII Domingo Tempo Comum
Lucas 6, 39-45
de Emílio Carlos


JOCA – (entra) Oi pessoal!

CLARINHA – (entra) Oi pessoal!

JOCA – Tu-tu-tudo bem?

CLARINHA – Como é que é, Joca?

JOCA – É assim, ó: tu-tu-tudo bem?

CLARINHA – Tá falhando o motor, Joca?

JOCA – Não, Clarinha! É que eu estou animado hoje, sabe?

CLARINHA – É mesmo? Por que?

JOCA – É que hoje eu dei uma lição no Alex Rico.

CLARINHA – É mesmo, Joca?

JOCA – Claro! Você sabe que o Alex fica faltando na catequese, né?

CLARINHA – O Alex falta mesmo.

JOCA – Então! Daí eu dei uma dura nele, Clarinha. Como diz a minha mãe:
passei o sabão nele”.

CLARINHA – Você deu um banho no Alex?

JOCA – Não, Clarinha. Chamei a atenção do Alex. No meio da rua.

CLARINHA – No meio da rua?!

JOCA – Claro! Fiz ele passar vergonha. Assim ele não falta mais à catequese.

CLARINHA – É…

JOCA – Eu fiz bem, né Clarinha?

CLARINHA – Não sei... vamos ver... Semana passada o Alex foi à catequese?

JOCA – Não! Não foi.

CLARINHA – Como é que você sabe, Joca?

JOCA – Porque ele estava jogando bola junto comigo na pracinha.

CLARINHA – Ah! Vocês estavam jogando bola juntos?

JOCA – É, Clarinha. Ele não foi à catequese.

CLARINHA – E no sábado anterior? O Alex foi à catequese?

JOCA – Não. Ele matou aula.

CLARINHA – E como é que você sabe?

JOCA – Ele estava empinando pipa no campinho.

CLARINHA – E como é que você sabe, Joca?

JOCA – Ele estava empinando pipa junto comigo, ué?

CLARINHA – Ah!!…

JOCA – Ah, o que?

CLARINHA – Joca: a sua catequese é na mesma hora do Alex, não é?

JOCA – Claro! Por isso eu dei a maior dura no Alex. Eu sei quando ele não foi.

CLARINHA – Joca: você também não foi à catequese.

JOCA – Clarinha! Clarinha! O que você está me dizendo, menina?

CLARINHA – Que você e o Alex estão matando aula juntos. Faz duas semanas
que eu não vejo vocês na catequese, viu?

JOCA – (sem graça) Rê... rê…

CLARINHA – Você não vai e tem a coragem de chamar a atenção dele? Como é
que pode? Você também está fazendo errado, Joca.

JOCA – É... não é que é mesmo?!

CLARINHA – Ah, Joca: antes de reparar nos outros... tem que reparar em você!

JOCA – (baixinho) Pior que é…

CLARINHA – Como é que é?

JOCA – Você está certa. Eu não tinha pensando nisso.

CLARINHA – E agora, hein seu Joca?

JOCA – Bom... agora... eu vou ter que pedir desculpas pro Alex, né?

CLARINHA – E o que mais?

JOCA – Não vou faltar mais à catequese.

CLARINHA – Quero só ver.

JOCA – É sério, Clarinha!

CLARINHA – Eu quero ver!

JOCA – Ah, é? Ah, é? Pois no mês passado você faltou à catequese também, viu
dona Clarinha?

CLARINHA – Joca: era feriado. Não teve catequese.

JOCA – Era feriado?

CLARINHA – Era.

JOCA – (pensa) É... era feriado mesmo.

CLARINHA – Eu nunca falto, seu Joca.

JOCA – Não dá pra pegar a Clarinha, viu?

CLARINHA – Não dá mesmo.

JOCA – Tá certo: eu vou pedir desculpas pro Alex e não vou mais faltar.

CLARINHA – Assim é que se fala, Joca.

JOCA – Eu tô indo lá: tchau pra vocês!

CLARINHA – Tchau!

JOCA – Tchau!

CLARINHA – Tchau!

(saem de cena).

F i m



www.lojinhacriancacatolica.com.br





Comentários